quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Vitrines com tarjas na cidade de São Paulo

A partir de hoje todos os estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo serão obrigados a colocar tarjas de sinalização em portas de vidro, vitrines, expositores e outros obstáculos transparentes no interior da loja. A idéia é evitar acidentes, especialmente com crianças.

Apesar da preocupação com a segurança das pessoas ser algo importante, a medida anda tirando o sono de muitos varejistas e também dos responsáveis pelo visual das lojas. Ontem eu conversei com o arquiteto Manoel Alves Lima, responsável pelo projeto de várias redes varejistas de destaque sobre a medida da prefeitura paulistana. Ele explicou que cada vez mais as vitrines têm a função de passar emoção e transmitir uma mensagem sobre a marca. Com a interferência visual da tarja de sinalização essas funções ficariam seriamente prejudicadas.

Porém, gostem ou não, os comerciantes terão que cumprir a lei. Aliás, eles tiveram 90 dias para pensar em boas soluções para o problema. Afinal, graças à interferência de entidades do varejo, como a Fecomercio, a prefeitura concordou em adiar de maio para agora a fase de punições aos que não se adaptarem às novas regras. A multa para quem desrespeitar a lei é de 500 reais, valor que dobra em caso de reincidência.

Vale lembrar que a lei das tarjas nas vitrines vale apenas para a cidade de São Paulo. Pelo menos por enquanto. ;-)

Um comentário:

Yolanda disse...

Olá marinho, se puder posta umas fotos de exemplos.