quarta-feira, 28 de maio de 2008

Você trabalha quase 5 meses para pagar impostos

Ontem, dia 27 de maio, foi o último dos 148 dias anuais que nós brasileiros trabalhamos, em 2008, para pagar os impostos cobrados pelo governo. É isso mesmo, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o brasileiro em geral trabalha quase 5 meses por ano para pagar tributos – e recebe muito pouco em troca.

O problema é que a maior parte da população não sabe quanto paga de imposto nos produtos e serviços que consomem cotidianamente. Por exemplo, você sabia que de cada 100 reais que você paga de conta de energia elétrica, 48 reais são impostos? Ou seja, o preço real seria 52 reais, mas a gente paga mais 48 de imposto, o que representa uma carga tributária de 93% sobre o preço real da energia. Quer outro exemplo? Quando você abastece o carro com 100 reais de gasolina está pagando ao governo 53 reais, um imposto de 113%.

Tem mais - um maço de cigarros, que custa 3 reais para o consumidor, na verdade poderia sair por 60 centavos – 2 reais e quarenta centavos, ou 80% do preço do produto, são impostos, uma tributação de 410%. As donas de casa certamente não sabem que 40% do preço daquele pacotinho com 4 esponjas de aço são impostos, 38% do preço do fermento, 54% do preço da fralda descartável, 46% da conta de telefone e 49% do preço do bronzeador são impostos.Nem a brincadeira das crianças fica livres. As bicicletas e as bolas de futebol poderiam ser 46% mais baratas se não houvesse imposto.

Como os brasileiros não ficam sabendo dos tributos que pagam sobre os produtos e serviços que consomem, tendem a culpar somente as empresas pelos preços altos e deixam de cobrar do governo federal, estados e municípios pelos serviços que esses tributos deveriam cobrir, como saúde e educação de qualidade, segurança, estradas em bom estado de conservação, e por aí vai. Em resumo, se você pensa que só paga imposto de renda, IPTU, IPVA e mais nada, abra o olho. O Leão tem um apetite muito maior do que a gente pensa.

Um comentário:

Alex Frachetta disse...

No Canadá os lojistas dão o preço puro do produto e no caixa eles calculam o imposto antes de fechar a conta.

Acho que assim é a melhor forma de manter as pessoas informadas sobre quanto e aonde elas estão gastando.